Estudo feito na Europa mostra perigos de selfie ao volante

selfie

Tirar uma selfie ao volante com o carro em movimento pode distrair o motorista por até 14 segundos e causar acidentes fatais. Esse é um dos resultados de levantamento encomendado pela Ford com 7.000 motoristas europeus de 18 a 24 anos – metade admitiu ter tirado fotos ao volante e um em cada quatro afirmou já ter feito selfies.

Por conta disso a empresa decidiu encampar uma campanha alertando a respeito desse comportamento. O estudo, feito no Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Espanha, Romênia e Bélgica, revelou que as fotos não são a única ameaça à segurança. Um em cada quatro admitiu usar as redes sociais ao dirigir, sendo a maioria do sexo masculino.

Em 20 segundos, tempo médio para uma verificação rápida nas mídias sociais, um carro a 100 km/h roda uma distância equivalente a cinco campos de futebol. Outras distrações ao volante também podem ser muito perigosas, como digitar mensagens, arrumar o cabelo, mexer no rádio e passar maquiagem.

Dos jovens entrevistados, 95% concordaram que esse tipo de atividade envolve alto risco. Ainda assim os acidentes de carro ainda são a causa número um de morte de jovens na região.